Nutrólogo ou nutricionista? Nutrologia ou nutrição? Qual a diferença?

Certificado NutrologiaDesde que conclui a minha pós graduação em Nutrologia (Associação Brasileira de Nutrologia – ABRAN e Faculdade de Ciências Médicas de São Paulo) venho respondendo a mesma pegunta: qual a diferença entre o nutrólogo e o nutricionista? Esta é uma dúvida pertinente, e por isso resolvi publicar este artigo explicando a formação e a atuação destes profissionais que estudam a alimentação e as suas repercussões. O nutrólogo é um médico especialista em nutrição, tanto que a Nutrologia é reconhecida como uma especialidade médica, assim como outras, como a cardiologia, gastroenterologia, pediatria, geriatria, cirurgia, proctologia, etc. Desta forma, para se tornar um nutrólogo, este profissional precisa se formar em Medicina, curso este com duração de 6 anos, e depois realizar pós graduação em Nutrologia ou residência médica na área. O nutricionista é formado em Nutrição e Metabolismo, um curso com duração de 4 anos. Do ponto de vista prático, o nutrólogo tem os mesmos direitos e atribuições de qualquer médico, como a solicitação de exames e a indicação de medicamentos, além de ter o seu atendimento garantido pelos planos de saúde sem a necessidade de autorização prévia. No caso dos nutricionistas, o campo de atuação deste profissional reside principalmente na orientação alimentar e formulação de cardápios. Além disso, alguns planos de saúde exigem a indicação de médicos para que os pacientes façam acompanhamento com nutricionistas. De qualquer forma, estes dois profissionais deveriam ser complementares, tornando a abordagem nutricional ainda mais efetiva aos pacientes. Entenda mais sobre a atuação destes profissionais no restante do texto.

A Nutrologia é uma especialidade médica que estuda a função dos nutrientes na saúde e seus distúrbios nas doenças. Isto implica conhecimentos básicos da fisiologia bioquímica, metabolismo, além do estudo da digestão, absorção, utilização e excreção de várias substâncias nutritivas, em quantidade e qualidade, responsáveis pelo funcionamento do organismo normal. Consequentemente, a Nutrologia e o médico nutrólogo também estudam o desenvolvimento, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento das doenças primárias ou secundárias a distúrbios envolvendo os nutrientes. Alterações nos nutrientes são causas de doenças, e as doenças nutricionais (nutropatias), um dos objetivos mais importantes de estudo e assistência do médico especializado em Nutrologia. Estudam-se as doenças nutricionais resultantes desde a falta ou excesso de ingestão de nutrientes, além dos distúrbios metabólicos, de absorção e digestão. Desta forma, a Nutrologia tem como função garantir a boa nutrição e consequentemente a boa saúde e a boa qualidade de vida das pessoas, por meio de prevenção, do diagnóstico e do tratamento das alterações em que os nutrientes têm papel importante.

Atualmente, sabe-se que distúrbios nutricionais estão intimamente relacionados ao aumento da prevalência de doenças relacionadas à má alimentação, como as cardiopatias, a obesidade, o diabetes, a hipertensão, a osteoporose, alterações de metabolismo (síndrome metabólica) e o câncer. Além disso, doenças digestivas, como as síndromes de má absorção, intolerâncias e alergias alimentares, ou necessidades nutricionais especiais como nos atletas (nutrologia e nutrição esportivas), idosos (nutrologia geriátrica), crianças (nutropediatria), adolescentes (nutrologia hebiátrica) e gestantes, por exemplo, podem requerer profissionais com vasto conhecimento médico para um atendimento seguro, responsável e com bons resultados. Por isso, o nutrólogo é um médico capaz de identificar doenças relacionadas à alimentação, solicitar e interpretar os exames pertinentes, além de indicar tratamentos dietéticos e até mesmo medicamentosos.

No caso do Nutricionista, este profissional planeja, administra e coordena programas de alimentação e nutrição em empresas, escolas, hospitais, hotéis, restaurantes comerciais, clínicas particulares, consultórios, spas ou abrigos infantis e de idosos, entre outros grupos. Define cardápios, sugerindo pratos variados e equilibrados, que supram as necessidades nutricionais dos clientes, pacientes ou hóspedes.  Para garantir a qualidade do que vai ser consumido, o nutricionista seleciona os fornecedores, controla as matérias-primas e supervisiona a preparação dos alimentos, atentando para a higiene nos processos de estocagem e cocção e para o estado de conservação dos ingredientes.

O objetivo deste artigo era mostrar a importância de ser acompanhado por um profissional capaz e preparado no estudo dos distúrbios alimentares e suas consequências.

O Dr. Fernando Valério é médico nutrólogo com pós-graduação pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Postado por:

Dr. Fernando Valério