03 mar 15
Gastrite crônica: Helicobacter pylori e gastrite auto-imune.

Dr Fernando Valerio - Blog - Gastrite Cronica
O termo gastrite representa a inflamação da camada interna do estômago, chamada de mucosa. A gastrite crônica representa a inflamação que ocorre por períodos mais longos ou em episódios repetitivos. A gastrite crônica é muito vista pelos Gastroenterologistas, visto que a endoscopia digestiva alta (principal método diagnóstico) é um exame realizado com muita frequência. Este tipo de gastrite é geralmente classificada de acordo com a sua causa em infecciosa (bacteriana e parasitária), autoimune, alérgica, medicamentosa (anti-inflamatórios) e dietética (álcool). O objetivo deste artigo é discutir as principais causas de gastrite crônica, os sintomas mais comuns e os tratamentos aplicados. (mais…)

O termo gastrite representa a inflamação da camada interna do estômago, chamada de mucosa. A gastrite crônica representa a inflamação que ocorre por períodos mais longos ou em episódios repetitivos. A gastrite crônica é muito vista pelos Gastroenterologistas, visto que a endoscopia digestiva alta (principal método diagnóstico) é um exame realizado com muita frequência. Este […]
14 fev 15
Check-up nutricional: o que é e por que fazer?

Dr Fernando Valerio - Blog -  Checkup Nutricional
É notório que uma dieta positiva e um estilo de vido adequado proporcionam saúde e bem estar, mas que uma dieta com aspectos negativos e um estilo de vida inadequado se relacionam com doenças e morte. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 65% da população mundial vive em países onde a obesidade é maior que a desnutrição, e que há mais obesos do que subnutridos no Mundo. Isto obviamente tem impacto no surgimento de doenças, na qualidade de vida e financeiro (seja individual ou governamental). Está claro que a alimentação se relaciona intimamente com as principais causas de morte no Mundo, como o infarto do miocárdio, o acidente vascular cerebral (AVC), o diabetes, o câncer, as doenças demenciais, a hipertensão arterial e suas consequências (doenças renais), as diarreias agudas (infecciosas) e acidentes automobilísticos (relacionados à ingestão de álcool). Por estas razões é que é tão importante saber em que estado nutricional nos encontramos, se estamos nos alimentando corretamente, se já estamos com fatores de risco presentes para doenças potencialmente fatais e que se relacionam com a alimentação inadequada. O objetivo deste artigo é discutir como esta avaliação é feita e a sua importância, levando-se em conta os aspectos clínicos, exame físico e exames laboratoriais. (mais…)

É notório que uma dieta positiva e um estilo de vido adequado proporcionam saúde e bem estar, mas que uma dieta com aspectos negativos e um estilo de vida inadequado se relacionam com doenças e morte. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 65% da população mundial vive em países onde a obesidade é maior […]
01 fev 15
Obesidade e refluxo gastroesofágico: qual a relação entre estas doenças?

Obesidade
A prevalência de quadros de obesidade aumentou muito nos últimos 20 anos. O mesmo aconteceu com os casos de refluxo gastroesofágico. Esta relação não é casual e há uma interligação clara entre estas duas alterações de saúde. O refluxo gastroesofágico é uma das muitas doenças que se relacionam claramente com a obesidade. Por isso, este artigo tem como objetivo discutir o impacto do sobrepeso e obesidade sobre o refluxo, assim como o impacto na redução de peso sobre os sintomas e complicações desta doença gastroesofágica. (mais…)

A prevalência de quadros de obesidade aumentou muito nos últimos 20 anos. O mesmo aconteceu com os casos de refluxo gastroesofágico. Esta relação não é casual e há uma interligação clara entre estas duas alterações de saúde. O refluxo gastroesofágico é uma das muitas doenças que se relacionam claramente com a obesidade. Por isso, este […]
22 jan 15
Princípios básicos da boa alimentação

Dr Fernando Valerio - Blog -  Boa Alimentação
A alimentação é uma necessidade básica de todo ser humano, e dependemos da ingestão de nutrientes adequados durante toda a nossa vida. Assim, podemos ter um crescimento adequado, a manutenção da saúde, o aumento da longevidade e desenvolver as nossas atividades diárias sem restrições. Obviamente existem condições que podem fazer com que exista uma grande variação no tipo de dieta adotado para cada indivíduo, como a (1) idade, como em crianças e idosos; (2) doenças, como as intolerâncias alimentares (glúten, lactose), alergias alimentares, síndromes de má absorção, diabetes, doenças hepáticas, doenças cardiovasculares, insuficiência renal e inflamações intestinais; (3) e condições especiais, como nas gestantes e atletas. De qualquer modo, existem princípios básicos de uma boa dieta que devem ser preservados e seguidos. O objetivo deste artigo é discutir cada uma destas regras alimentares, justificando-as e exemplificando-as de modo prático. (mais…)

A alimentação é uma necessidade básica de todo ser humano, e dependemos da ingestão de nutrientes adequados durante toda a nossa vida. Assim, podemos ter um crescimento adequado, a manutenção da saúde, o aumento da longevidade e desenvolver as nossas atividades diárias sem restrições. Obviamente existem condições que podem fazer com que exista uma grande […]
11 dez 14
Lista de alimentos em uma dieta não fermentativa (Low FODMAP’s)

Dr Fernando Valerio - Blog -  Fodmap's
Alguns pacientes apresentam alterações gastrointestinais que causam dores abdominais, diarreia e aumento dos gases intestinais, como a Síndrome do Intestino Irritável. Estes distúrbios tornam estas pessoas mais sensíveis a alguns alimentos, mesmo que estes sejam saudáveis à grande maioria das pessoas. Através de algumas pesquisas pôde-se perceber que estes alimentos tinham em comum a capacidade de causar a fermentação (representada pelo “F” da sigla) com consequente aumento dos gases intestinais, além de gerar o acúmulo de líquido no intestino através de um processo de osmose, o que culminaria com a diarreia. Como estes pacientes apresentam quadro de hipersensibilidade inerente à alteração da função intestinal, a combinação de aumento de gases e excesso de líquidos no intestino traz como repercussão a dor abdominal. Estruturalmente estes alimentos apresentam em sua composição açúcares pequenos, como os oligossacarídeos (“O”), dissacarídeos (“D”), monossacarídeos (“M”) e polióis (“P”). Lembro que é muito importante saber que se um alimento e seus nutrientes são retirados da dieta, outro deve substituí-lo. Por exemplo, quando se suspende a lactose da dieta, invariavelmente há a menor ingestão de cálcio, que é fundamental para a saúde óssea. Neste caso, outras fontes de cálcio devem ser propostas ou o uso de suplementos indicados. Por isso, é imprescindível que esta dieta seja acompanhada por um profissional capaz de fazer esta orientação, como o médico Nutrólogo, evitando-se assim carências nutricionais. Sendo assim, segue abaixo a lista de alimentos que contém estes açúcares e que devem ser evitados ou consumidos em porções mais discretas no caso destes pacientes. (mais…)

Alguns pacientes apresentam alterações gastrointestinais que causam dores abdominais, diarreia e aumento dos gases intestinais, como a Síndrome do Intestino Irritável. Estes distúrbios tornam estas pessoas mais sensíveis a alguns alimentos, mesmo que estes sejam saudáveis à grande maioria das pessoas. Através de algumas pesquisas pôde-se perceber que estes alimentos tinham em comum a capacidade […]
08 out 14
Alergia e intolerância alimentar: quais as diferenças, sintomas e causas?

Dr Fernando Valerio - Blog -  Alergia e intolerância alimentar

Como dizia o filósofo romano Lucretius, “o que é alimento para alguns, é um veneno amargo para outros”. Alergias e intolerâncias alimentares são alterações comuns em que sintomas são desencadeados pelos alimentos, e que se caracterizam por afetar algumas pessoas e outras não. Quando estas alergias e intolerâncias são diagnosticadas com precisão por profissionais da saúde, estes quadros são prontamente tratados evitando-se a ingestão dos alimentos desencadeadores. O acompanhamento com especialista em nutrição é muito recomendado nestes casos, visto que assim ao se evitar um tipo de alimento prevenindo os sintomas, não há repercussão nutricional de maneira geral. Por exemplo, como retirar o leite de uma criança sem que haja prejuízo na ingestão de cálcio e de proteínas? Ou como se evitar o glúten, sem que se tire as fibras da dieta de maneira exagerada? O objetivo deste artigo é discutir as diferenças entre alergia e intolerância alimentar, listando os principais exemplos de alimentos relacionados a estes quadros. (mais…)

Como dizia o filósofo romano Lucretius, “o que é alimento para alguns, é um veneno amargo para outros”. Alergias e intolerâncias alimentares são alterações comuns em que sintomas são desencadeados pelos alimentos, e que se caracterizam por afetar algumas pessoas e outras não. Quando estas alergias e intolerâncias são diagnosticadas com precisão por profissionais da […]